quinta-feira, 9 de agosto de 2012

EQ1 motorizada - Meu novo setup astrofotográfico de viagem


Eis uma novidade bem inesperada no meu setup astrofotográfico. Entrei no site da Astroshop e comprei uma EQ-1 (a última do estoque) e um moto driver single axis para ela. Mas por que o dono de uma CG-5 com go-to estaria comprando uma EQ-1? Isso não é andar para trás? O natural não seria adquirir uma EQ-6 com um refrator maior ainda e uma CCD monocromática? Sim, seria se eu tivesse em melhor condição financeira e se o meu carro tivesse espaço para todo esse equipamento e mais as coisas da minha filha recém nascida, já que não pretendo trocar de veículo tão cedo.

Então, pensando em portabilidade e também simplicidade, resolvi adquirir uma montagem que pudesse colocar no meu carro, um Gol, junto com as coisas da minha filhotinha, e que também pudesse ser levada numa viagem de avião ou ônibus sem transtornos. Decidi pela EQ-1 da Astroshop porque estava a disposição e por que eu já tinha sugerido esse setup para tantas pessoas que fiquei com vontade de eu mesmo testá-lo, já que todos aqueles para quem sugeri esse setup continuam batendo cabeça querendo comprar um telescópio, uma câmera e uma montagens boas, com menos de 2 mil reais e esperam tirar fotos iguais as feitas com equipamentos de dez mil reais.
 
A EQ-1, o motor e o frete, ficaram num total de 596 reais, que dividi em 5 vezes, uma Canon Rebel T3 pode ser encontrada por algo em torno de 1000 a 1500 reais no mercado livre. Esse sim é um execelente setup para astrofotografia de céu profundo por menos de 2 mil reais. Com prática seria possível tirar fotos incríveis da Via Láctea, de grandes nebulosas, das nuvens de Magalhãoes, de constelações, que realmente impressionassem e arrancassem elogios mesmo de astrofotógrafos experientes. Como é muito leve, mesmo um jovem sem carro poderia transportá-lo num ônibus ou de carona com amigos ou família, para aquela chácara ou fazenda sem poluição luminosa.

Num primeiro momento de uso, posso dizer que a EQ-1 teve coisas de que gostei e outras nem tanto. Adorei a leveza do setup, o que já era esperado e a simplicidade do funcionamento, mas não gostei da forma como o contra-peso bate nos componentes do tripé, prejudicando o posicionamento da câmera para alguns objetos. Também achei chato a alimentação ser via 4 pilhas tipo D. Como só ligo o acompanhamento quando já estou fotografando, as quatro pilhas Duracell que comprei devem durar muito, mas elas custaram 32 reais. O controle tem uma entrada de 6 volts, por isso vou estudar se não consigo usar uma fonte, desde que tenha certeza de que ela não vai queimar o controle.

Abaixo deixo o primeiro teste feito com o novo setup, que em minha sincera opinião, superou todas as expectativas. Afinal, a imagem não foi feita de uma fazenda em Alto Paraíso, como aquela imagem em câmera fixa que fiz no EBA, mas da varanda do meu apartamento, no Águas Claras, bairro com mais de 500 arranha-céus no meio do Distrito Federal. 

Em se tratando de tirar a poluição luminosa, na imagem abaixo devo dizer que também ajudou muito o uso de Flat frames, que eliminaram completamente a vinhetagem. Vale apontar a forma como os flat frames foram feitos: eu não usei nenhum aparato, simplesmente tirei o foco da câmera completamente e fiz mais 20 imagens com a mesma configuração das imagens anteriores, tanto em tempo de exposição como ISO, como fazemos com Dark Frames. Por isso os Dark frames também foram usados com Dark Flats, só esqueci de fazer os Off-sets.

Sobre a forma que fiz os flats, vale lembrar que uma estrela muito brilhante poderia ter prejudicado os flats, a imagem precisa estar totalmente plana. Eles também devem ser feitos antes de se movimentar o telescópio, para pegar a exata vinhetagem do momento.



Wide Field Via Láctea
Brasília - Distrito Federal - 08 de Agosto de 2012
Exposição 55x45 segundos ISO 800
Canon T2i modificada - EQ-1 Motorizada
Empilhamento Deep Sky Stacker 3.3.3 Beta 45 (+30 darks e 20 Flats)
Pós-Processamento - Photo Shop 4.0

17 comentários:

  1. Oi Rodrigo, criatividade é tudo ! Os resultados são excelentes com o setup que você escolheu, além de caber no bolso e não atrapalhar a "bagagem" da mais nova Andolfato rsrsrs
    Agora é usar a T3 para a menina, a verdadeira estrela da vida de vocês !
    Abração
    Conrado

    ResponderExcluir
  2. Caramba Rodrigo ficou ótima ... esses "Flat's, Dark's e Off's" dão o que falar héin. Não sei quando vou me dar bem com eles. Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Amigo acompanho seu blog a algum tempo , gostaria de tirar algumas duvidas, sou novato tenho um pequeno refrator de 300x70 , gostaria de tirar algumas duvidas, qual seria o seu e-mail?

    ResponderExcluir
  4. Valeu Conrado e Eldio. Eldio, eu juro que quando eu tiver mais tempo vou fazer um post sobre esses flats e darks frames. Tarcius! pode tirar suas dúvidas aqui, elas agregam ao Blog.

    Abraços
    Rodrigo

    ResponderExcluir
  5. Rodrigo, tenho uma Eq-1 e gostei muito dos seus resultados... Estou pensando em executar algum projeto como o PicGoTo ou SoundStepper para ela, na sua experiencia, valeria apena? Tenho alguma pratica com eletrônica, isso facilita muito, penso também que se não conseguir um bom resultado com ela poderia usar a placa em outra montagem...

    ResponderExcluir
  6. Vinny, não entendo nessa dessa área, sou mais de usar os equipamentos do que fazer projetos eletrônicos

    ResponderExcluir
  7. Rodrigo. Essa EQ-1, você consegue acompanhamento? Tenho uma num refrator 90mm o anterior ao atual vendido na astroshop e de forma alguma consigo acompanhamento.

    ResponderExcluir
  8. Luis o acompanhamento é feito instalando-se um motor desses:

    http://astroshop.com.br/produto.asp?CodProd=07826

    ResponderExcluir
  9. Olá rodrigo.
    Tenho uma EQ1 e o motor. No entanto ela tem um erro de acompanhamento bem grande, não tem?

    ResponderExcluir
  10. Luis, para astrofotografia eu não recomendo o uso da EQ-1 com telescópios refratores de 90mm de forma alguma, embora eu tenha feito uma foto heróica de M27, da cidade, com um telescópio destes sobre a Eq-1.

    http://andolfato.blogspot.com.br/2012/08/nebulosa-do-haltere-m27-fotografada-com.html

    Mas considero o uso da Eq-1 com DSLRs acompanhada de lentes leves totalmente viável!

    Para dizer que há erro no acompanhamento, a montagem tem que estar perfeitamente alinhada, se não o erro está no alinhamento. Com a Eq-1 eu consegui exposições de 1 minuto com uma lente de 135mm, o que me deixou muito satisfeito:

    http://andolfato.blogspot.com.br/2012/09/rho-ophiuchi-pata-do-gato-e-lagosta-em.html

    ResponderExcluir
  11. Olá Rodrigo parabéns pelo blóg, que linda essa foto , Eu também gosto de astronomia, tenho telescópio GSO doub 254mm e um Mark 90mm gostaria se fosse possível você dar uma dica como se usa e posiciona o tripé na latitude correta daqui do Gama(Brasilia), tenho uma canon 60D com a lente de 50mm F 1.8 e outras com zoom e uma EQ1 com motor drive mas não sei como direcionar a montagem na direção correta nem mesmo usar a velocidade daquele controle.
    Se você poder me ajudar eu e muitos que estao iniciando ficarão muito agradecidos.

    ResponderExcluir
  12. Olá, bela foto!
    Estou começando com astrofotografia recentemente e gostei muito do resultado que você obteve. Você poderia me indicar onde compro esses instrumentos que foram usados?

    Ps: Tenho uma canon t3i

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Augusto, atualmente o melhor lugar é o armazemdotelescopio.com.br. astroshop.com.br, caleidocosmo e tellescopio.com também são sites interessantes. No Facebook há o grupo Mercado de Astronomia e também o Brechó da Astronomia.

      Excluir
  13. Como sempre, bela imagem! Rodrigo tive duas CG5-GT, com tele 20mm. Não dá mais para viajar 400km com essa tralha toda nas costas. Comprei uma EQ1 com motor e queria saber como fazer o melhor alinhamento polar possível. Obrigado. Alexandre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandre, o negócio é apontar o mais próximo que você conseguir para o pólo-sul e fazer o drifit fotográfico (ir tirando imagens e regulando o tripé de acordo com o resultado).

      Excluir

Eu tenho me esforçado para responder todos os comentários, mas posso demorar um pouco, ou mesmo esquecer algum. Por isso, peço paciência e não fiquem constrangidos de me darem um toque, caso eu esteja demorando demais.