domingo, 11 de novembro de 2012

Coisas que você vai aprender quando quiser comprar um telescópio

O post mais visitado e comentado deste Blog é "Coisas que você vai aprender quando quiser comprar um binóculo". Então é engraçado que eu nunca tenha feito um equivalente sobre telescópios. Por isso, aproveito este momento em que as nuvens cobrem o céu de brasília há semanas para me redimir disso.

Escolher o telescópio certo para você não é fácil. Na verdade acredito que é uma das coisas mais difíceis de se comprar devido a enorme quantidade de modelos disponíveis. Certamente é bem mais difícil de escolher do que um binóculo. Mesmo assim, vou tentar ajudar nos parágrafos a seguir, lembrando que esse post é voltado para quem quer comprar o primeiro telescópio voltado para astronomia observacional.

Primeiro: Não se compra telescópios pelo aumento.


Como eu disse no post "O primeiro telescópio: Primeiro Passo: Aceitar que qualidade tem um preço", quase todo shopping tem uma loja com alguns telescópios pequenos expostos na vitrine. Normalmente são lojas de presentes e eu acredito que elas colocam os telescópios ali mais para chamar atenção para a loja do que propriamente para vendê-los, até por que eles normalmente custam um preço que deveria assustar um comprador um pouco mais exclarecido e assim ficar mais tempo enfeitando a loja. Acontece que sempre aparece alguém com mais dinheiro do que conhecimento sobre telescópios e acaba levando os aparelhos.

Normalmente nessas lojas de shopping é colocado um pequeno cartaz nos telescópios, anunciando o aumento do aparelho, quase sempre com números impressionantes, como 625x. Isso certamente chama a atenção de quem está afim de seu primeiro telescópio e não entende nada desse assunto. Mas digo: anunciar um telescópio pelo aumento é um erro sem tamanho, pois não representa nada. Bem! Na verdade temos esse valor através da medida da distância focal do telescópio dividida pelo tamanho da menor ocular multiplicada pelo aumento da barlow que acompanha o conjunto, mas nestes telescópios de shopping esse aumento sempre ultrapassa de longe o aumento real que o telescópio pode fornecer, que nessa configuração não produz nada de forma decente, nem sequer quando usado para observações diurnas.

Segundo: A principal característica da ótica de um telescópio é a abertura, depois vem a distância focal.

Não adianta um telescópio prometer aumentos se ele não tem abertura para isso. Um telescópio de 60mm prometer um aumento de 500 vezes é como um carro popular com motor 1.0 prometer atingir 400 km por hora numa subida carregando um trailer nas costas. Isso vai totalmente contra a potência do carro. E o que define a potência do telescópio é a sua abertura. Quanto maior for a abertura, maior será a capacidade do telescópio de absorver luz e também a sua resolução. Abertura nada mais é do que o diâmetro da lente ou do espelho primeiro de um telescópio. Para os mais leigos, abertura é a grossura do tubo de um telescópio (a não ser que haja um sacana que coloque um espelho de 60mm num tubo de 200mm). Quanto mais grosso for um telescópio, mais potente ele será.

Outra característica importante do telescópio é a distância focal. Distância focal é a medida entre a lente e o seu ponto focal. É a distância em que você deixava a lente da folha de papel para queimar a folha, na sua infância, ou a distância que você afastava a lente dos seus olhos até que a imagem se invertesse. É nessa distância que as oculares do telescópio devem ficar para que você consiga ver a imagem com foco.

Refletor com 200mm de abertura e 800mm de distância focal, ou seja F4 (Distância focal dividida pela abertura), bom para observação de objetos de céu profundo.

A principal importância da distância focal para o telescópio é que quanto maior for essa distância, maior será o aumento. Por exemplo, num telescópio de 120mm, com distância focal de 900mm, se você colocar uma ocular de 10mm, terá um aumento de 90 vezes. Já num telescópio com os mesmos 120mm de abertura, mas com 450mm de distância focal, se você colocar a mesma ocular de 10mm terá um aumento de 45 vezes. É interessante notar que mesmo que você aumente a abertura, ou seja, o tamanho do espelho ou da lente, se a distância focal for a mesma do telescópio menor, o aumento continuará o mesmo. A diferença é que este telescópio de abertura maior irá produzir uma imagem mais clara e com melhor resolução.

Não apenas os valores absolutos da abertura e da distância focal são importantes, mas também a relação entre os dois. Quanto menor for o valor da distância focal dividido pela abertura, mais claro será o telescópio. Não adianta muito um telescópio ter 200mm de abertura, mas uma distância focal de três metros, que seria chamada de F15 (3000mm dividido por 200mm). Ele será um telescópio muito escuro para galáxias e nebulosas, embora seja excelente para planetas, que precisam de mais aumento do que luz. Para se usar esse telescópio de forma satisfatória para objetos de ceu profundo você precisará de grandes oculares, uma ocular de 30mm gerará imagens com aumentos de 100 vezes. Não parece muito, mas saiba que, a cada duas vezes que você aumenta a distância focal, a absorção de luz diminui quatro vezes.

Grande refrator com distância focal 15 vezes maior do que a abertura (F15), ideal para observação planetária.


Já o contrário, um telescópio de 200mm com distância focal de 800mm, que é chamado de F4, terá bastante claridade e será muito bom para galáxias e nebulosas, mas para se conseguir imagens dos planetas com maiores detalhes, será necessário o uso de barlows e oculares bem pequenas. Para se conseguir um aumento de 200x (bem adequado para observação planetária) num tele com distância focal de 800mm, você precisará de uma ocular de 4mm ou de uma de 8mm com uma barlow de 2x.

Repare que a distância focal afeta o uso de um telescópio sim, mas não é como a abertura. Se a qualidade ótica for boa, você pode adaptar a distância focal com o uso de barlows (aumentam a imagem), redutores focais (diminuem a imagem) ou oculares maiores e menores, mas com abertura não adianta. Barlows não vão fazer a imagem de Júpiter melhorar num telescópio de 60mm de abertura, vão apenas transforma-lo num borrão. E também não adianta colocar uma ocular de 40mm num refrator de 60mm com 1200mm de distâncial focal que não irão aparecer detalhes mesmo das nebulosas mais brilhantes. Embora eu goste de refratores de distância focal pequena, por que terão campos maiores e são muito bons para se aprender a explorar o céu (um binóculo, por exemplo, são dois pequenos refratores de distância focal curta colocados lado a lado).

Devido às características da sua ótica, cassegrains conseguem ter grandes distâncias focais em tubos menores. O modelo acima tem 127mm de abertura, mas 1500mm de distância focal (F11.8), produzindo grandes aumentos.


Terceiro: A montagem de um telescópio deve ser analisada com tanta atenção quanto a sua ótica.

A montagem de um telescópio é o tripé ou qualquer outra estrutura que carregue o tubo ótico. É muito comum iniciantes não se importarem muito com ela e olharem apenas para o tubo. Mas comprar um telescópio com uma montagem ruim é um erro tão grave quando comprar um telescópio com ótica ruim. Nada é pior que apontar o telescópio para Júpiter e ele ficar balançando até que saia do campo de visão (em montagens sem motorização). As melhores marcas costumam vender telescópios com montagens adequadas ao tubo ótico. Mas marcas inferiores podem vender telescópios grandes sobre montagens muito fracas, que suportam o peso do telescópio, mas só isso, sem qualquer estabilidade. Lembre-se de que num aumento de 300 vezes, qualquer balançar imperceptível no tubo é um verdadeiro terremoto ao se olhar pela ocular.

Se puder, compre telescópios com montagens motorizadas, ou que possam ser motorizadas depois. Acompanhar um objeto numa montagem motorizada, principalmente em grandes aumentos, é indescritívelmente melhor do que numa sem motor. Em grandes aumentos os objetos celestes, por causa da rotação da Terra, movimentam-se muito rápido no campo de visão da ocular, isso acaba fazendo que você nunca consiga ver muito bem os objetos e atrapalha muito na percepção dos detalhes.

Quarto: O melhor telescópio para seu amigo pode não ser o melhor telescópio para você.

Você mora num apartamento no centro de uma cidade grande, com os pais, não tem carro e nem carteira de motorista, mas foi na casa de um amigo do seu pai e descobriu que ele tem um telescópio enorme e ficou doido por ele. Também leu em vários fóruns (inclusive neste texto faz uns dois minutos), que abertura é a característica mais importante de um telescópio. Então decidiu economizar para comprar aquele refletor de 300mm de abertura que viu no mercado livre. Cuidado, você pode estar fazendo uma tremenda besteira se não tiver realmente condições de usar esse telescópio. Talvez para o amigo do seu pai um telescópio grande seja a melhor opção, se ele mora numa chácara ou tem um carro grande para levar para lugares mais escuros, ou mesmo se tem um observatório. Já para você, talvez esse mamute se transforme num elefante branco, que quase nunca será usado e provavelmente um aparelho menor, que você consiga carregar, ou transportar no carro sem surtar os seus pais, seja uma opção muito melhor. Um cassegrain de 102mm pode ser muito melhor para algumas pessoas do que um refletor de 300mm. Analise bem as suas condições de uso e transporte do telescópio antes de comprá-lo.

O astrônomo Conrado Serodio, usando um bom telescópio portátil. Cassegrains são excelentes para quem precisa de um setup leve e que possa ser levado para lá e para cá sem causar dores de cabeça.

Quinto: Antes de se comprar um telescópio, você deve saber claramente o que espera dele e para que ele será usado.

Nunca compre um telescópio apenas por que quer um telescópio. É difícil achar um telescópio que seja bom em todas as áreas da astronomia. Alguns são melhores para planetas, outros para céu profundo. Alguns aparelhos são mais voltados para astrofotografia do que para observação. Você tem que saber exatamente o que quer deste aparelho antes de comprar seu primeiro telescópio. Se você mora numa cidade grande por exemplo e não tem condições de ir para um lugar escuro, acompanhar e fotografar planetas pode ser uma atividade muito mais recompensadora do que tentar observar galáxias. Procure um telescópio especializado em planetas e você terá anos de diversão da janela do seu apartamento. Já se você mora num local escuro, um telescópio de grande abertura será algo que você não irá querer abrir mão.

Sexto: Não compre um telescópio pelos acessórios que vem com ele. 

Nunca escolha um telescópio pior com muitos acessórios no lugar de um melhor com poucos acessórios. Pois você poderá melhorar este último comprando os acessórios quando sobrar mais dinheiro. Já um telescópio ruim não pode ser melhorado. Normalmente nenhum acessório que você for comprar irá melhorá-lo, não importa qual seja a ocular ou o o filtro, ele sempre vai lhe dar uma imagem ruim.

Mais vale comprar um bom telescópio com poucos acessórios do que um telescópio ruim com muitos acessórios. Os acessórios podem ser comprados depois.

Vale lembrar que, produtos muito inferiores muitas vezes nem sequer tem compatibilidade com os acessórios disponíveis no mercado. Se você comprar um telescópio cujo barril da ocular não esteja no padrão do mercado, muito dificilmente conseguirá adquirir uma barlow, um filtro, ou uma ocular que sirva nele.

Sétimo: Deve se prestar atenção na marca de um telescópio

A marca de um telescópio, na maioria das vezes, indica o nível de qualidade do aparelho. Existem praticamente três níveis de marcas em equipamentos astronômicos. Na base estão as que vendem produtos cuja qualidade normalmente decepciona seus usuários, onde as mais famosas são Toya, Greica e Tasco. Se o telescópio não tiver nenhuma marca evite mais ainda. Pode até ser um excelente exemplar fabricado na Rússia, mas se você não puder testá-lo muito antes de comprar, não arrisque.

No nível acima temos as marcas que investem no custo benefício. Essas marca às vezes tem um pé nos produtos lixo (A Celestron, por exemplo, vendia, ou ainda vende, um refletor com lente Relay, algo que os astrônomos amadores mais experientes abominam), e outro pé nos produtos top, mas no geral vendem bons produtos de qualidade a preços mais acessíveis. São as marcas mais famosas como Orion, Celestron, Sky-Watcher, GSO. O Grande problema dessas marcas é que seus produtos são de uma diversidade tão grande, que essa informação acaba não ajudando tanto na compra (o mais importante aqui é evitar as marcas ruins).

Também há aquelas marcas dedicadas a produtos de primeiríssima linha, como Takahashi, TeleVue, Oficina Stellare e outras. Essas marcas se concentram em produtos de qualidade premium, em geral muito apreciados por astrofotógrafos avançados. A Vixen já foi uma dessas, mas hoje tem se posicionado entre o grupo do parágrafo anterior e este. Pode ser inesperado o que eu vou dizer, mas tome cuidado com as marcas top também. Elas podem ter produtos que custam cinco vezes mais, mas que entregam dez por cento a mais de qualidade na imagens e na qualidade da montagem do que o grupo do parágrafo anterior (isso acontece em muitas outras áreas além da astronomia). Veja se você realmente precisa desse nível de qualidade. Nessa faixa muitos telescópios e montagens são mais voltados para Astrofotografia do que para observação. Um telescópio apocromático com três elementos de 90mm é um instrumento maravilhoso para astrofotografia, mas na ocular não lhe dará imagens mais interessantes de uma nebulosa do que um bom refletor de 200mm que pode custar até 10 vezes menos. Mesmo que o APO seja mais portátil, um bom cassegrain de 127mm irá pesar a mesma coisa e fornecer imagens tão boas por uma fração do preço.

Oitavo: Para Brasileiros, comprar telescópios é bem mais complicado do que para americanos ou europeus.

Esta é uma triste verdade. Quando queremos comprar um bom telescópio no Brasil a sensação que temos é de que vivemos em outro planeta e os telescópios precisam ser trazidos para cá em sondas espaciais, por isso chegam sempre muito mais caros e muitas vezes se chocam com um asteróides e acabam nem chegando até nós. Infelizmente a melhor forma de ter um bom telescópio no Brasil muitas vezes é você mesmo ir para o exterior e se aventurar trazendo o aparelho para cá. Há muitos bons modelos até a cota de 500 dólares. E se você for mais corajoso, compre um mais caro e tente colocar ele no meio da bagagem e torça para que ninguém da receita pare você.

O melhor lugar para se comprar telescópios no Brasil, é sem dúvida o site Armazém do Telescópio. Eu não estou fazendo nenhuma propaganda, estou apenas dizendo uma verdade conhecida por todo astrônomo com um pouco mais de experiência em comprar equipamentos na área. O Armazém vende produtos de qualidade por preços bastante acessíveis. Vale lembrar que eles vendem telescópios e montagens grandes, que você dificilmente animaria trazer na bagagem numa viagem para o exterior. O defeito do Armazém é que eles não tem muitos modelos e às vezes ficam meses sem estoques, até por que, quando eles são renovados, muitos modelos são totalmente vendidos em questões de dias. A Astroshop também pode ser um opção. Eles tem uma grande variedade de telescópios, embora com preços mais elevados.

Nono: Nunca compre um telescópio por que ele é bonito.

O que estou dizendo pode parecer óbvio, mas a verdade é que já vi muita gente decidir por um modelo simplesmente por que ele era mais bonito. Esse na verdade é um dos erros mais comuns que astrônomos iniciantes fazem. Realmente telescópios são aparelhos bonitos, lembram armas laser futuristas e, por isso, podemos acabar nos encantando pelo modelo mais vistoso em detrimento de um aparelho muito melhor, cuja aparência não nos agradou tanto. Lembre-se: telescópio é um instrumento de precisão. Todas as peças devem ser fabricadas com esmero, se não darão aos usuários apenas dores de cabeça. compre um telescópio pela beleza apenas se você já tiver consciência de que não irá utilizá-lo para observações e sim como enfeite da sala de visita.

Se quer um telescópio para enfeitar a sala, compre um destes
Se você ficou um pouco confuso sobre os modelos de telescópios, pretendo, no próximo post fazer uma enumeração dos tipos de telescópios existentes no mercado.

78 comentários:

  1. Grande mestre, ótimas dicas Rodrigo. Como sempre serão muito úteis com certeza. Eu sempre indico o seu blog aos novos interessados que surgem nessa área e agora que você anda bem inspirado e mais motivado do que nunca ficou um prato cheio. Eu já digo para que comecem a ler seu blog desde o início para que acompanhem tudo.
    Obrigado e bons céus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Eldio! em sempre fico feliz com o seu apoio!!

      Excluir
    2. Ola Rodrigo,
      Primeiramente meus parabens pelo otimo esclarecimento!

      Bom, sempre fui fascinado pela astronomia, desde os doze anos..Agora estou montando um telescópio, de inicio estou comprando um kit do site http://www.telescopiosastronomicos.com.br/kits.html, que contem um primário de 180mm e F/D de 6,5.Essa montagem seria razoável para um uso mais geral(tanto para céu profundo quanto para planetas)? E outra duvida: existe algum site no exterior bom para importar os acessórios, como oculares, filtros e focalizadores?

      Obrigado e Céus limpos!

      Excluir
    3. Donizete, acredito que seria razoável sim, tanto para céu profundo como para planetas. Um site que gosto de comprar no exterior é o optcorp.com.

      Abraços
      Rodrigo

      Excluir
  2. Obrigado pelas dicas!! Desde criança sempre quis ter um telescópio e ficava babando justamente por esses de loja de shopping, não conhecia nada sobre especificações. Agora quando decidir comprar um já tenho pelo menos alguma noção do que considerar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu xkitamura, se precisar de ajuda não deixe de perguntar!

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. da para usar um dobsoniano de 150mm f8 para céu profundo?

    ResponderExcluir
  5. Sim João@@@, uma ocular de 25mm dará um aumento de 48 vezes, o que é razoável. É claro que um dob tem as suas limitações se você quiser observar planetas devido a pouca precisão da montagem. Tem algum modelo em vista?

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. sim este aqui:http://www.armazemdotelescopio.com.br/loja/index.php/home/telescopios/xt6-detail
    acho que foi o melhor modelo dessa abertura que eu ja achei disponvel alguama sujestao?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é um bom telescópio para começar João, é portátil, tem uma abertura razoável. só lembre que refletores precisar de certos cuidados, como colimação.

      Excluir
  8. Andolfato, quero comprar um telescópio para meu filho e para mim. Ele tem 4 anos, mas é louco para ter um destes...

    Apesar de ler seu tópico com a maior atenção, confesso que estou muito perdido.

    Não conheço nada do assunto, então nem sei bem o que procurar.

    Moramos em Niterói, no centro. Local com muita poluição luminosa. Temos um sedan médio, mas poucos lugares de interior para aproveitar o equipamento.

    Consegue me dar algumas dicas de modelo com bom custo x benefício? Estou pensando em algum entre 70mm e 102mm. E com valor entre 200 e 500. Acha que é possível ou estou viajando nestes valores?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pancote acho 4 anos uma idade muito adiantada para esse tipo de coisa. lembre-se, telescópio não é brinquedo, é instrumento de precisão. aconselho que você veja o equipamento como algo seu e não do seu filho e deixe-o acompanhar nas observações. Um bom telescópio para você começar seria um pequeno refrator de 70mm, o Armazém do telescópio tinha um muito bom, da Vixen, por 320 reais. Infelizmente ele acabou. aconselho a esperar um pouco.

      Excluir
  9. Rodrigo
    Resolvi comprar meu primeiro telescópio. Moro em Salvador, Bahia, e por aqui é difícil encontrar um bom equipamento. Depois de ler as dicas em seu blog e pesquisar bastante na internet optei por um Celestron NexStar 130 SLT Series Newtonian Reflector Telescope - 31145 w/ Free S&H. É um f/5 com 130mm (5"). Um amigo vai trazer dos EUA pra mim. Gostaria de saber sua opinião. Fiz a escolha apropriada?
    Agradeço a atenção
    Augusto Cesar

    ResponderExcluir
  10. Rodrigo estou pretendendo comprar um telescópio para observar planetas, e tal sera o meu 1º telescópio
    http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-465479746-telescopio-luneta-450x-astronmico-terrestre-_JM
    é bom ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De forma alguma. Meu primeiro refrator, quando eu não sabia nada, era menor e ficava sobre a mesma montagem. Era horrível!

      Excluir
  11. Post muito bom, exatamente o que eu precisava!! Obrigada!

    ResponderExcluir
  12. Olá Rodrigo.

    Também estou querendo comprar meu primeiro telescópio, apesar de ter lido o texto algumas vezes eu ainda estou meio perdido vou confessar que sou bem leigo nesse assunto mas apaixonado, andei pesquisando e achei dois produtos como exemplo para comparação, gostaria que se possível você pudesse me esclarecer melhor os pró e os contras de um e outro os comparando. Bom eu moro numa cidade de interior a iluminação não chega a ser um problema, eu tenho um carro sedan com porta malas bem espaçoso, e procuro um produto por volta de até 900 R$, os dois que eu escolhi como exemplo são:

    600$
    Telescópio refrator Skywatcher 90mm
    Telescópio refrator acromático com objetiva de 90mm que capta 65% mais luz que uma objetiva de 70mm e 225% mais luz que uma objetiva de 60mm!
    Distância focal de 900mm.
    Tripé alta-azimutal AZ3.
    Acompanha diagonal 1.25", buscadora 6x30, ocular 25mm e ocular 10mm.

    E

    900$
    Refletor SkyWatcher 130mm
    Telescópio refletor com abertura de 130mm que capta 30% mais luz que um 114mm, produzinho imagens mais brilhantes e com melhor resolução.
    Distância focal de 650mm.
    Razão Focal: F/5.
    Focalizador tipo pinhão e cremalheira, aceita oculares de 1.25".
    Distância focal curta, ideal para astrofotografia.
    Acompanha buscadora red-dot, uma ocular de 20mm super plossl e uma ocular plossl de 10mm.
    Montagem equatorial EQ2
    montagem permite acompanhamento motorizado (motor não incluso).

    A diferença de preço é um pouco grande claro, mas com relação aos detalhes do equipamento eu não consegui fazer um bom balanceamento entre custo x beneficio, mas por exemplo o segundo permite o motor, e tem uma abertura maior mas uma distancia focal menor isso me deixo muito confuso. Bom eu estou disposto a aprender para não me arrepender de comprar depois, espero que você me ajude. Agradeço desde já.

    Atenciosamente.
    Paulo Henrique

    ResponderExcluir
  13. Ola,

    Não conheço nada na área, porêm tenho interesse. Moro em uma cidade próxima a São Paulo, aqui não tem predios (apenas alguns condôminios de 3 andares) o que me possibilita uma grande vista do céu. Não há muita poluição também.

    Gostaria de comprar um telescópio para ver planetas e corpos do nosso sistema solar. Gostaria de alguma dica para meu caso. Não pretendo leva-lo para outros lugares, moro em casa e tenho bastante espaço para monta-lo e ficar visualizando o céu.

    Gostaria de algo que esteja a um preço acessível, mas também nada que mostre apenas um borrão (como no caso desses telescópios sem marca).

    No site que você recomendou, encontrei esses dois modelos:
    http://www.armazemdotelescopio.com.br/loja/index.php/home/binoculos/luneta70-detail
    http://www.armazemdotelescopio.com.br/loja/index.php/home/telescopios/90az-detail

    Não sei se são adequados, mas pelo que entendi parece que são os melhores para meu caso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Artur, o de 90mm é um tele muito bom, eu tive um igual por dez anos e me deu muitas alegrias! É possível até ver a sombra das Luas de júpiter sobre o disco do planeta com um destes.

      Excluir
  14. Olá Rodrigo,

    Estou começando agora, e gostaria que você me esclarecesse algumas dúvidas se possível.

    Esse modelo da Celestron o AstroMaster 130EQ http://astroshop.com.br/produto.asp?CodProd=31045
    é muita coisa para um amador? ou é razoável?
    Pode me dar exemplos do que posso ver com ele? Por exemplo, detalhes das crateras lunares ou até mesmo Júpiter?

    Outra dúvida é sobre astrografia, com esse modelo posso ter alguma experiência com astrografia? Existem adaptadores para um câmera DSLR Nikon D3000?

    A ultima dúvida é sobre a motorização, se é possível posteriormente por motorização nesse modelo?

    Se não for o indicado para mim, poderia me indicar algum outro modelo?

    Obrigado pelas dicas, abraço!

    ResponderExcluir
  15. Paulo
    Olá Rodrigo,
    Estou querendo comprar meu primeiro telescópio, tanto para observar planetas quanto um pouco a céu profundo, estou com uma dúvida nos modelos?
    1ºAstroMaster 130EQ MD de 130mm de abertura com distância focal de 650mm F/5.0.
    Acompanha duas oculares de 10mm (65X) e 20mm (32.5X).

    2ºPowerSeeker 127
    Especificações:
    Indicado para observação Astronômica (maior benefício)
    Sistema Óptico: Refletor
    Diâmentro do Espelho Primário: 127mm
    Distância Focal: 1000mm f/8
    Comprimento do tubo ótico: 508mm
    Buscador: 5 x 24
    Montagem Equatorial
    Tripé em montagem equatorial em alumínio com ajustes finos nos movimentos. Motor Drive (opcional)
    Oculares incluidas: 01 de 20mm/1.25" (50X) e 01 de 4mm/1.25" (250X)
    Barlow incluida no Kit de 3X permitindo aumentos de 150X e 750X
    Aumento máximo teórico: 318X
    Peso do Telescópio (com tripé): 10 Kg

    ResponderExcluir
  16. Eder Cardoso

    Tudo bem Rodrigo
    Tenho um irmão que também esta com a mesma dúvida do Paulo Cesar P. entre estes dois telescópios
    qual é o melhor .

    ResponderExcluir
  17. Olá Rodrigo,
    primeiramente parabens pelo blog, tem tudo o que procurava aqui! Nao entendo nada de telescopio,mas gostaria de presentear meu marido com um desses. Ele é fascinado pelo espaço, nebulosas, lua, planetas... A ponto ate de se esquecer de mim! Pois é, mesmo assim gostaria presenteá-lo. Gostaria da sua ajuda para fazer a compra, porque quero fazer surpresa pra ele. Essas especificações 360/50mm? So consegui chegar aqui lendo seus posts,desde ja agradeço.

    ResponderExcluir
  18. Oi eu quero um livro que me ajuda a entender o básico e um local seguro na Internet para comprar!!! E esse binóculos seria bom para iniciar na astronomia??

    http://www.telescopios.net/ecommerce_site/produto_7070_7886_Binoculo-Sierra-10-30x50-SRZ-Alta-Resolucao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luis, evite binóculos com Zoom. eu já tive um e não são indicados para Astronomia, o campo é estreito, a imagem inferior e raramente as duas imagens coincidem em zoom mais altos (descolimação). Procure um 7x50 ou um 10x50.

      Abraços

      Excluir
  19. Pessoal, peço desculpas pelas perguntas sem respostas, às vezes eu deixo passar algumas.

    ResponderExcluir
  20. Boa noite Rodrigo!
    Pretendo comprar um Astromaster 90mm f11 EQ e uma barlow 2x. Acha interessante?

    Agradeço se puder me dar sua opiniao.

    ResponderExcluir
  21. Cristina, você vai comprar aonde? No exterior está menos de 300 dólares, já com o motor. Acho que até eu comprava um se estivesse fora do país agora, por que acho a montagem legal e me parece ter um bom acabamento. Na Astroshop está um pouco caro, mesmo assim, para quem não tem como viajar para o exterior, pode ser interessante.

    ResponderExcluir
  22. Oi Rodrigo! Eu vou comprar aqui mesmo, teria chance de comprar fora só no final do ano....mas vou analisar as possibilidades. Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  23. Prezado Sr RODRIGO,

    Parabéns pelos esclarecimentos.

    Sou apaixonado por documentários sobre o universo e de uns tempos para cá fiquei interessado na compra de um telescópio.

    Sou completamente leigo no assunto, mas pesquisando pela internet encontrei um modelo que se chama SkyWatcher Explorer 200p com EQ5.

    Pretendo comprar um bom equipamento para não ficar frustrado posteriormente.

    Como sou totalmente leigo, gostaria de merecer uma sugestão.

    Moro em área urbana, mas penso em levar o telescópio para áreas rurais.

    No mais, parabenizo pelo excelente trabalho.

    Att.

    FERNANDO

    ResponderExcluir
  24. Parabéns esse blog é fundamental para quem está começando !
    Você acha que o Greika 150mm é ruim para começar?. Será um tele para ficar em casa.
    E o Bushnell 4" seria melhor ?
    Abcs
    Alfredo

    ResponderExcluir
  25. Gostaria de adquirir um telescópio, mas o meu maior problema, quanto a escolha do ideal, é que não encontro em nenhum lugar um comparativo de imagens (de júpiter, por exemplo) para me decidir qual comprar. Busco por telescópios de 150mm para cima, ou seja, o valor é alto e eu não quero arriscar em algo que não me satisfaça. Conhece algum lugar ou forma de fazer esse comparativo?

    ResponderExcluir
  26. Gostaria de adquirir um telescópio de 150mm ou maior. Meu problema está em encontrar um comparativo de imagens (de júpiter, por exemplo) entre os diversos modelos com essa abertura. Pelo preço ser maior, fica difícil de arriscar em algo que não me atenda. Sabe me informar onde consigo ver ou fazer este comparativo? Abs

    ResponderExcluir
  27. Gostaria de adquirir um telescópio, mas o meu maior problema, quanto a escolha do ideal, é que não encontro em nenhum lugar um comparativo de imagens (de júpiter, por exemplo) para me decidir qual comprar. Busco por telescópios de 150mm para cima, ou seja, o valor é alto e eu não quero arriscar em algo que não me satisfaça. Conhece algum lugar ou forma de fazer esse comparativo?

    ResponderExcluir
  28. Rodrigo,

    Uma dúvida me surgiu. Você saberia me dizer se teria bons resultados com um tubo Mak90 numa montagem Eq3-2 em foco primario Canon 60d?

    ResponderExcluir
  29. Cleber, acho que dá pra fazer alguns registro sim, principalmente Lunar e planetário, além de alguns objetos celestes mais brilhantes. Vale lembrar que a grande distância focal deixa o tele mais lento na captação de luz, o que vai exigir maiores tempos de exposição e um alinhamento muito bom. Você está pensando em comprar este tele? Para qual tipo de fotografia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na vdd eu tenho esse telescopio montano num Virtuoso e, adquiri uma montagem eq3-2 na qual usarei o tubo do meu Mak90. Pretendo fazer nebulosas e outros, mas em foco primario com uma Canon 60D. Seria possível?

      Excluir
    2. Cleber, com bons tempos de exposição dá pra fazer fotos sim, mas não vi fotos de céu profundo feitas com esse telescópio, então não sei exatamente qual será o resultado.
      Acredito que você consiga resultados interessantes das nebulosas mais brilhantes. Pense em modificar sua câmera, seria uma boa!

      Excluir
    3. É até pensei, mas minha cam é nova e não só pra esse fim. Estou procurando uma T3 ou algo assim. Estou estudando. Logo chegará a motorização da minha montagem.

      Excluir
  30. Oi, Rodrigo!

    Parabéns pelo post e pelo blog, mais uma vez!
    Assim como muitos que já leram teu post, eu também tive umas dúvidas e espero que não esteja sendo inconveniente de perguntá-las aqui. Estou considerando a compra de um MAK90 em uma EQ1. Quero um tele. muito portátil que me dê bons resultados para observação planetária, e que poderia ser bacana para alguns DSOs bem brilhantes (como a famosa nebulosa de Órion) com uso de um redutor. Não tenho pretensões com astrofotos! O preço está super acessível, e assim eu poderia me divertir um bom tempo com ele até considerar a compra de um maior.
    Eu já tive um ST102mm em uma EQ3-2 ,mas o conjunto era muito pesado e as posições para observações com o refrator eram terríveis. As observações de DSOs eram incríveis, mas eu não podia observar planetas pelo fato da aberração cromática. Optei por vender o conjunto, e agora, estou procurando um tele. que contorne esses problemas.
    Qual seria sua opinião sobre esse MAK90 considerando os pontos que levantei? Ah, a perda de luz dele é muito grande devido a obstrução? Uso de redutores pode ocasionar vinhetagem?

    Abraços e obrigado desde já,
    Pedro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma pergunta difícil pedro, que depende muito da própria pessoa. Eu até gostaria de um cassegrain de 90 ou 102mm, mas não abriria mão de uma EQ3 em troca de uma uma EQ-1, de forma alguma.

      Excluir
  31. bom dia, comprei um toya refletor de 150mm x 750 e já tinha um toya de 70mm x 700 refrator, imaginei que comprando esse de 150 iria ver muito mais coisas que o outro mas quando olhei jupter n vi nenhuma diferença gigantesca, apenas a lua ter boa diferença será que o meu de 150 n veio com peças de 150, comprei na casadoastronomo e sou novo na astronomia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aleandro, algumas pessoas falam mal do Toya, mas já vi imagens boas feitas com este telescópio que eram bem interessantes. Você já verificou se ele está com os espelhos colimado? Outra coisa, esse telescópio é muito brilhante e pode ser necessário o uso de filtros para ver mais detalhes do planeta. Além disso, as oculares que acompanham o telescópio devem ser muito ruins, com uma boa ortoscópica, a imagem deve ser muito melhor.

      Excluir
  32. Boa noite, Rodrigo! Gostaria de saber sua opinião sobre um refletor newtoniano, o Cometron 114az da Celestron (abertura de 114 mm e distância focal de 450 mm). Meu objetivo é observação de céu profundo e planetária e tentar iniciar astrofotografia. Parabéns pelo blog! Aguardo resposta.

    http://www.celestron.com/browse-shop/astronomy/telescopes/cometron-114az

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Priscila, vou ser sincero, é bem fraco pras duas coisas. Atualmente, pela experiência, tenho que ser txativo quanto ao fato de que para observação um tele tem que ter pelo menos 180mm de abertura e para fotografia tem que ser um telescópio bom sobre uma montagem equivalente, como um APO ou ED sobre uma EQ-5 com go-to.

      Excluir
  33. Obrigada, Rodrigo! Realmente estou sem saber como encontrar um tele cujo valor seja viável e alcance os objetivos, pelo menos razoavelmente, já que sou iniciante. Pesquisei as especificações dadas por você, mas encontrei preços que ainda não cabem no bolso. Gostaria de um refletor de até 250 dólares, em média. Meu cunhado pretende comprar em Orlando. Esperamos suas indicações, inclusive de lojas, se possível. Grata!

    ResponderExcluir
  34. Boa noite, Rodrigo! Gostaria de saber sua opinião sobre esses dois telescópios:

    CELESTRON ASTROMASTER 130EQ TELESCOPE
    http://www.celestron.com/browse-shop/astronomy/telescopes/astromaster-130eq-telescope

    CELESTRON OMNI XLT 150 TELESCOPE
    http://www.celestron.com/browse-shop/astronomy/telescopes/omni-xlt-150-telescope

    Estarei em Orlando em março, você tem alguma indicação de loja?
    Valeu!

    ResponderExcluir
  35. parabéns Rodrigo !
    aprendendo aqui !!

    ResponderExcluir
  36. olá Rodrigo, eu visitei o site da astroshop.pt, e os preços são bem em conta em relação ao Brasil,
    vc conhece alguém que já comprou lá ??
    boa tarde !

    ResponderExcluir
  37. Olá Rodrigo , eu tenho um telescópio refletor newtoniano de 114/1000mm , mas não tem marca , com ele eu já observei tudo do céu profundo , vários detalhes dos planetas como divisão de cassini em saturno , entre outros detalhes dos outros planetas , aglomerados e todos os objetos do catalogo messier , mas será que tem algum problema referente o porque não possui marca alguma ? Obrigado desde já.

    ResponderExcluir
  38. Olá Rodrigo...
    Parabéns pelo Blog....

    Meu amigo. Minha cunhada esta indo para a Inglaterra e com isso veio a oportunidade de adquirir um produto bom...
    Porem não encontro o peso total do produto (Kg), será que você tem ou consegue essa informação?
    E outra coisa, ela conseguira entrar no Brasil com um telescópio, ou existe alguma restrição quanto a isso?

    Esse é o produto. O que me diz dele?

    http://www.ebay.com/itm/SkyWatcher-Explorer-200P-EQ-5-PRO-Synscan-8-Goto-Telescope-10923-20981-UK-/121582236516?pt=LH_DefaultDomain_3&hash=item1c4eddb364

    Desde já agradeço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Josimar, eu só tenho medo desse telescópio ser pesado para a montagem. Para astrofotografia pode ficar um pouco instável. Eu uso um 200mm sobre uma HEQ5, mas ele é bem leve e mesmo assim eu sofro.

      Excluir
  39. Ola Rodrigo, adoro astrologia mas sou muito leigo nesse assunto de telescopio, queria saber se vc poderia informar bons telescópios que possam ver planetas, desde ja agradeço

    ResponderExcluir
  40. Olá! Apareceu uma oportunidade de adquirir meu primeiro telescópio essa semana, não tenho muito dinheiro mas consegui em uma loja da minha cidade, apesar do cartaz dizer "Vivitar" acredito se tratar de um "Greica". Bom, a ideia é que estou lendo e aprendendo muito sobre o tema e quero um ponto de partida que me permita explorar opções em termos do que vou observar, aliado a custo beneficio, eu sei que não vou ver as pegadas dos astronautas na lua e que não terei muita definição... mas queria saber se nessa faixa de 1000 reais, hoje em dia, esse modelo é satisfatório ou se terei dor de cabeça para usar, aqui tem uma foto:
    http://imgur.com/NSfjE8C

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fagner, acredito que no post você encontrará a resposta para sua pergunta.

      Excluir
  41. Tenho um telescopio virtuoso 114mm com lentes 25, 10, 6 e barlow 2x tenho observado a lua,saturno, as fases de venus, jupter com satelites mas não consigo distinguir as faixas de jupter o que devo fazer?

    ResponderExcluir
  42. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  43. Comprei um telescópio greika 150 mm.. Consegui monta mas não sei mexer nele as lentes ocular não entendo .. E não consigo seguir o manual de instruções para conseguir aprender .. Pode me ajudar ?

    ResponderExcluir
  44. Tenho um newtoniano virtuoso 114mm e lentes 25, 10, 6 e barlow 2x.
    Tenho observado lua, venus, jupiter e saturno satisfatoriamente mas não consigo ver as faixas de jupiter. É preciso adquirir outra lente ou as faixas de jupiter só são vistas com telescopio maior ?

    ResponderExcluir
  45. Os telescópios Octans Astromach são bons?

    ResponderExcluir
  46. achei um tele num deposito, parado a mais de 30 anos, a marca nao existe mais, e TOWA, e um refletor de 130mm com distancia de 900, o que se acha disso, a montagem e eq1, tripe de madeira, achei lindo, mas ta bem zuado, que aluminiza espelhos? vou tentar limpar, mas e bem velhinho o coitado, mesmo assim to usando, acho que e mesmo por capricho, sei la

    ResponderExcluir
  47. Excelente texto, explicaçoes simples e esclarecedoras. Uma perfunta, tem alguem que possa colimar um telescopio em Salvador, Bahia?

    ResponderExcluir
  48. De Katia Fermiano. Caro Rodrigo, obrigada por compartilhar seus conhecimentos! Amo esse Universo maravilhoso e meu tele sempre foram os olhos, ganhei um Bushnell 345 incompleto que me despertou grande interesse, o que seria mais viavel: comprar o que falta ou adquirir um novo de outro modelo?ABÇS.

    ResponderExcluir
  49. Olá Rodrigo, sou um novo fã aqui. Há uns meses atras, lendo seu blog me livrei do que acredito que seria uma roubada, ao não comprar um binoculo de uma dessas marcas de baixa qualidade, era um de 9X63 que eu pagaria uns 600 reais, mas ao inves disso comprei um da Orion de 10X50 pelo mesmo preço, e puxa como sou feliz com meus binoculos! O problema agora é que nas noites de céu claro eu nem durmo, mas isso é quase nunca aqui em São Paulo. Ainda assim já estou com coçeira para comprar um telescopio, vira e mexe fico fuçandos os preços, ainda bem que voce tambem fez este post, parece que vou ter que me contentar com um telescopio para planetas, mas que seja, como eu quero ver os aneis de Saturno! E o aglomerado de Ptolomeu com deve ser incrivel ampliado, Grafias no Escorpião como deve ser ainda mais linda mais de perto, hehe estou apaixonado! Obrigado pelas dicas e boa sorte com suas fotografias. Um Abraço Fernando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, pelas palavras, Zacharias. Fico feliz de ter ajudado.

      Excluir
  50. Boa noite Rodrigo. Muito interessante e esclarecedor seu post.
    Uma pergunta....tenho dois telescópios refletores, um de 114mm/900mm é um de 150mm/1400mm. Estive fazendo uma comparação​ esses dias e percebi o seguinte: no de 150mm tenho um melhor aumento, porém ao observar Júpiter ou Saturno por exemplo, reparei que não tenho uma boa definição da imagem. Ou fica um objeto muito brilhante ou uma imagem um pouco embaçada. Já no de 114mm não tenho o mesmo aumento, porém tenho uma melhor definição. No caso de Júpiter, por exemplo, com o de 114mm consigo observar até às manchas vermelhas, já com o de 150mm o objeto dica maior, porém sem tais definições. Seria qualidade ruim da ótica, oculares ou colimação do telescópio de 150mm?

    ResponderExcluir
  51. melhor blog de astronomia, com certeza.

    ResponderExcluir
  52. Rodrigo, a algum tempo tenho pesquisado por telescopios, apesar de ter lido a materia ainda sou muito leigo do assunto.
    Você poderia me dizer se se o seguinte telescópio é bom para o uso em uma cidade com media iluminação (o suficiente pra ver as constelações principais e poucas arbitrárias) para ver estrelas, nebulosas e galáxias? Se não você pode me recomendar um de até R$1000? Desde já agradeço.

    http://www.astrobrasil.com/produto/telescopio-skywatcher-76mm-refletor-newtoniano-f92-sk767az1-azimutal/13838

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Douglas. Não recomendo de forma alguma esse telescópio. Montagem muito frágil e muita pouca abertura, ainda mais para um refletor. Recomendo tentar comprar pelo menos um Refrator de 90mm. É possível encontrar por cerca de 1500 reais.

      Excluir
    2. http://www.astroshop.pt/celestron-telescopio-n-114-900-powerseeker-114-eq/p,7935#tab_bar_1_select

      Oi, sou eu denovo. Esse que coloquei acima está melhor?

      Excluir
  53. Alguém com experiência ajuda ae, um refletor de 200mm/f6 é exagerado (muita poluição visual/luz) para observação no 7 andar de uma cobertura no centro de Curitiba-PR ?

    ResponderExcluir
  54. Olá Rodrigo, eu tenho 15 anos e há um tempo passei a gostar de astronomia, pensei em comprar um telescópio, comecei a pesquisar sobre o mesmo e cada vez mais surgiam mais dúvidas.Agora estou em dúvida entre comprar um telescópio ou um binóculo.
    Moro em uma cidade com poluição luminosa, e gostaria de poder ver estrelas, planetas e suas luas.
    Você acha que mesmo com a luz da cidade eu conseguiria identificar constelações e planetas com o binóculo/telescópio? Você teria alguma indicação para mim de algo que seja não muito caro e ao mesmo tempo útil para o que eu pretendo fazer? Agradeço desde já.

    ResponderExcluir

Eu tenho me esforçado para responder todos os comentários, mas posso demorar um pouco, ou mesmo esquecer algum. Por isso, peço paciência e não fiquem constrangidos de me darem um toque, caso eu esteja demorando demais.